Arquivo de junho de 2010

Quem tem Facebook sabe o quanto aquela mãozinha positiva é instigante, basta ver alguma coisa bacana e pronto: todo mundo quer curtir o negócio. Sendo assim a agência Nation teve uma ideia muito da boa, criou um carimbo com a mesma mãozinha e ao lado Like/Curtir. Tem até um com Dislike, que convenhamos tem muita coisa pra dislike-ar nessa vida, putamerda! Enfim, a ideia foi um sucesso tremendo e todo mundo quis. Agora tem até uma lojinha pra quem se interessar. Eu quero! Quero sair carimbando tudo que curto e gosto por aí.

Compramos ingresso sem saber nada sobre o filme, aliás, vimos alguma coisinha ou outra pelo Poster-TV e deu pra perceber que era bacana, cheio de bombas e tinha o Bradley Cooper, sinal de que algumas risadas já estavam garantidas. The A-Team nem começou e eu já me empolguei; mesmo achando que fazia lembrar demaaais Bastardos Inglórios eu sabia que iria gostar dele! Sou [muuuito] fã de filmes de ação, principalmente dos que não precisam ser levados tão a sério, onde não rola aquele baita estress, sabe? Filme tenso eu tô passando, tipo Os Estranhos -gente, que filme desgraçado, pelamor!  Cheio de efeitos especiais, missões Continue lendo

Não, este post não é sobre gramática nem tão pouco sobre o ponto usado para caracterizar o personagem Charada do Batman. Não é o sobre estreia de filme e também não é o nome de alguma banda que descobri recentemente. É um pouco mais do que isso. Ou menos? Acho que diante das circuntâncias tanto faz. Na verdade há algum tempo noto alguns pontos de interrogação martelando em minha cabeça. Até a falta deles faz com que apareçam outros e outros. O que fazer? Como agir? O que procurar? Ir ou não? O que eu quero? Espero um pouco mais? Continue lendo