Arquivo de outubro de 2010

Anne tem apenas 21 anos e já tem dois livros de fotografia publicados. Sua paixão pela arte surgiu quando ganhou sua primeira câmera com 7 anos. Depois de formada em meios digitais, sua paixão voltou-se para às analógicas – de 35mm e Polaroids. As fotos dela são leves e lindas, sabe? Confira… Site e Flickr

“2010. Nascimento (Wagner Moura) enfrenta um novo inimigo: as milícias. Ao bater de frente com o sistema que domina o Rio de Janeiro, ele descobre que o problema é muito maior do que imaginava. E não é só. Ele precisa equilibrar o desafio de pacificar uma cidade ocupada pelo crime com as constantes preocupações com o filho adolescente. Quando o universo pessoal e o profissional de Nascimento se encontram, o resultado é explosivo.” Fonte G1 [youtube video=gsZP9ZX3fsI]

Hu2 Design é o nome da loja! Sempre fui super-ultra-mega encantada por adesivos, quando era criança sempre colecionava – inclusive meu sonho era ter aqueles puta cadernos onde você podia colocar todas as figurinhas e elas não perdiam a cola! Fiquei fascinada com a Hu2, lá tem um adesivo mais legal que o outro. Vê e me fala se não é pra querer todos. Pra to-dos os cômodos.

Eu, minhas andanças pelo Flickr e as nossas descobertas. Descobri Lissy Elle, uma fotógrafa que trabalha essencialmente o lado criativo. É a fotografia como arte mesmo, sabe? Ideias malucas, composições formidáveis e tratamentos caprichados – tudo de acordo com o intuito. Sempre amei este tipo de fotografia, é a que eu mais gosto, por ser simples ao mesmo tempo que diferenciada. Acho foda por ter toda uma relação de essência, onde não adianta só achar o trabalho bonito e pronto, não, é preciso entender o que se passa por trás daquilo e o que o fotógrafo/artista quis dizer. Um dos Continue lendo

Talvez você não saiba do que eu estou falando, depende. Meu desejo do momento, além de capinhas para BlackBerry, é um livro cujo nome está no título: É Claro Que Você Sabe Do Que Estou Falando. São 16 contos [que inclusive foram publicados em revistas] em que a autora, Miranda July, dialoga com o leitor, conta seus segredos e revela alguns truques. Fiquei ainda mais interessada quando soube que há uma espécie de questionamento sobre o sentido do cotidiano e tudo mais -oi, estou precisando questionar algumas coisas também! Depois que eu lê-lo [o que talvez demore um pouquinho já Continue lendo