Era um tempo
Àquelas rosas azuis
Céu cor de rosa
O cheiro do vento
Suas cartas cantadas
E seus sorrisos falados
Os minutos fizeram-se eternos
Ah, tudo tem seu tempo
Agora você me pede pra ficar
Seus olhos me pedem para esperar
Aonde tudo isso vai dar?
Eu já decidi, vou esperar
De um jeito ou de outro
Porque eu sei que é assim
Tanto pra você quanto pra mim
Mas eu também peço
Que não se demore muito
Afinal, a gente não sabe ao certo
Quanto tempo ainda tem

Adriana Cecchi

Comentários

2 Comentários | Adicione o seu

  1. Magda disse:

    I was curious about if you ever corsdiened adjusting the layout of your site? Its well written; I really like what youve got to state. But maybe you can include a a bit more in the way of content so people could connect with it better. You have got a great deal of wording for only having one or two images. Maybe you could space it out better?

  2. http://www./ disse:

    Marc, t’es le meilleur. Rien de tel que tes posts pour remonter le moral après une longue et dure semaine de décalage horaire qui se termine par une défaite de notre héros! Que le Dieu du Tennis te bénisse aujourd’hui, mieux vaut tard que jamais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *