Essas bolinhas de pelo mexem com o meu coração e com o de muitos dos meus escritores favoritos, rolando até inspiração e participação em algumas de suas obras. Veja alguns abaixo:

Charles Bukowski

Alemão naturalizado americano, Charles Bukowski foi poeta, romancista e contista, amplamente influenciado pela vida comum da classe baixa americana, álcool e mulheres. Ele também adorava gatos. Dizem que certa vez, afirmou o seguinte:

“Ter um bando de gatos por perto é bom. Se você está se sentindo mal, é só você olhar para os gatos e vai se sentir melhor, porque eles sabem que tudo é, tal como é. Não há nada para ficar animado. Eles apenas sabem. Eles são salvadores. Quanto mais gatos você tem, mais tempo você vive. Se você tem uma centena de gatos, você vai viver dez vezes mais do que se você tem dez. Algum dia isso vai ser descoberto, e as pessoas terão mil gatos e viverão para sempre. É realmente ridículo”.

Há um poema seu chamado: My cats.

Stephen King

Terror, fantasia e ficção científica são os gêneros de Stephen King, uma verdadeira máquina de escrever romances, contos e livros de não-ficção. KING, MEU AMOR!

Apesar de num seus contos, King ter dito: “pode ​​ser que a maior divisão do mundo não são os homens e mulheres, mas as pessoas que gostam de gatos e pessoas que gostam de cães,”, a família do escritor sempre teve muitos animais das duas espécies.

Neil Gaiman

Autor de romances, contos, Graphic Novels. Bastante conhecido por sua série de quadrinhos Sandman, além de romances como: Coraline, Deuses Americanos e Filhos de Anansi, entre outros.

Neil Gaiman também ama gatos. Ele tem vários animaizinhos e muitas vezes narra suas aventuras com eles em seu Blog. Entre os gatos que ele teve recentemente estão: Coconut, Hermione, Pod, Zoe, e a caricatural Princess, que Gaiman descreve assim:

“Eu cresci tão acostumado a ter um gato mal-humorado, mas bonito que eu preciso alertar os visitantes sobre. Ela sobreviveu a todos os gatos que eu amava e todos os gatos que eu me liguei. E eu acho que ela cresceu se aproveitando de mim. Quando Zoe morreu, foi muito fácil de explicar às pessoas o quanto dói você perder um gato doce, gentil, que não passava de uma bola de amor total. Eu vou ter muito mais dificuldade em um dia, meses ou mesmo anos explicando a falta que me faz a perda da gata grumpiest mais perigosa e mais malvada que eu já encontrei. “

Ernest Hemingway

Escritor americano, publicou romances e contos, além de ter atuado como jornalista. No final dos anos 40, o escritor chegou a ter 23 (VINTE E TRÊS) gatos em um determinado momento, e era conhecido por se referir a eles como “fábricas de ronronar” e “esponjas de amor”.

Em 1953, o gato de Hemingway, Uncle Willie, foi atingido por um carro. Hemingway escreveu uma carta comovente para seu amigo Giangranco Ivancich, e terminou-a com a seguinte frase:

“Um gato tem honestidade emocional absoluta: os seres humanos, por uma razão ou outra, podem esconder os seus sentimentos, mas um gato não o faz.”

Edgar Allan Poe

Poe era amante de gatos, e ele e sua esposa (a prima Virginia) tinham um animalzinho chamado Catterina. Um de seus contos mais assustadores, O Gato Preto, conta a história de um narrador que amava o seu gato Plutão, até que ele chega em casa bêbado, tenta agarrar o seu gato, e recebe uma mordida em troca. O contador de histórias arranca o olho do gato, depois o enforca. Atormentado pela culpa, adquire um gato semelhante. Mas começa a se inclinar para a loucura e chega a matar sua mulher com um machado em um acesso de raiva. O restante do conto, vale a pena ler. Não vamos estragar a surpresa.
Para encerrar, uma frase de Poe:

“Eu gostaria de poder escrever algo tão misterioso quanto um gato.” <33

Edward Gorey

Mestre do ‘nonsense’, do humor macabro e do desconforto, o ilustrador e escritor americano, uma das principais influências do diretor Tim Burton. Nas palavras dele:

“Books. Cats. Life is good.”

Fonte/tradução: Buzzfeed

Overdose de gatos e escritores aqui: Writers and Kitties

Comentários

4 Comentários | Adicione o seu

  1. Eis que aleatoriamente perdido em uma das espirais do google buscando sobre livros de horror acabo descobrindo seus site :) Gostei bastante do conteúdo, ainda estou lendo a maioria das coisas, mas gostei das indicações de leituras, pena não ter muito tempo para comentar tudo mas… Também sou fascinado por gatos haha as pessoas me conhecem por meu gosto por horror e quando olham meu celular cheio de fotos fofinhas de gatinhos acabam me achando ainda mais estranho por isso, mas a verdade é que eles são ao mesmo tempo fotos e assustadores Haha O próprio King escreveu grandes histórias sobre gatinhos do mal, sempre que saio de casa por algum tempo e volto cheiro meus gatos para ver se estão com cheiro de terra, reflexo de Cemitério do King hahaha Abração :)

  2. […] Bônus pra quem ama gatos <3 “Ter um bando de gatos por perto é bom. Se você está se sentindo mal, é só você olhar para os gatos e vai se sentir melhor, porque eles sabem que tudo é, tal como é. Não há nada para ficar animado. Eles apenas sabem. Eles são salvadores. Quanto mais gatos você tem, mais tempo você vive. Se você tem uma centena de gatos, você vai viver dez vezes mais do que se você tem dez. Algum dia isso vai ser descoberto, e as pessoas terão mil gatos e viverão para sempre. É realmente ridículo.” Veja mais aqui no blog sobre: escritores e gatos. […]

  3. Flávia disse:

    Seguindo a Teoria, viverei quase que infinitamente. Gatos Gatas everywere. Ever.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *