Minha paixão por tentáculos é de longa data, assim como a literatura de horror, imagina juntar os dois no mesmo lugar? Sim, vamos falar sobre Lovecraft!

meu próprio Cthulhu

“A emoção mais antiga e mais forte da humanidade é o medo, e o mais antigo e mais forte de todos os medos é o medo do desconhecido.”

Howard Phillips Lovecraft (20 de agosto de 1890 – 15 de março de 1937), é, sem dúvida, um dos mais cultuados escritores de literatura fantástica do século 20. Histórias em quadrinhos, letras de músicas, filmes, RPG’s, romances e contos variados fazem menções às obras do criador do Cthulhu.

Lovecraft criou sua própria mitologia e cosmologia, com direito a hierarquia e coerência próprias. Um universo rico cheio de criaturas malignas e medo cósmico. O autor costuma brincar com o subconsciente, sonhos, medos e, principalmente, com o desconhecido em escrita bem trabalhada e obscura.

“Aquilo que não está morto pode jazer eternamente e com eras estranhas, até a morte pode morrer.”

Fã de carteirinha que sou quase enlouqueci quando soube do lançamento da Editora Hedra com o livro que reuniria (pela primeira vez em português) os maiores clássicos do grande mestre da literatura de horror em um volume: Os Melhores Contos De H P Lovecraft.

Um universo paralelo mantido em gerações de leitores do mundo todo, a “atmosfera lovecraftiana” é densa e fantástica com o que podemos encontrar de melhor de horror em forma escrita.

Na minha opinião, não é um livro pra ser devorado de uma vez, você pode intercala-lo – já que a maioria são livros vendidos separadamente. Com venda exclusiva pela Livra Cultura o livro sai bem mais barato do que se você comprar todas as obras separadamente, fora que a edição é linda.

São 19 contos: Dagon (1917); O Navio branco (1919); Os Gatos de Ulthar (1920); Celephais (1920); Os outros deuses (1921); A música de Erich Zann (1921); O que a lua traz consigo (1922); Ar frio (1926); O Chamado de Cthulhu (1926); O modelo de Pickman (1926); A cor que caiu do espaço (1927); A busca onírica por Kadath (1927); O caso de Charles Dexter Ward (1927); O horror em Dunwich (1928); Um sussurro nas trevas (1930); A sombra de Innsmouth (1931); Nas montanhas da loucura (1931); O assombro das trevas (1935) e A sombra vinda do tempo (1935).

Vem, abraça o escuro junto comigo!

“Who knows the end?
What has risen may sink, and what has sunk may rise.”

Título original: Os Melhores Contos De H P Lovecraft
Autor: H. P. Lovecraft
Editora: Hedra
Número de páginas: 742
Gênero: Horror

Comentários

8 Comentários | Adicione o seu

  1. […] Enquanto isso, livrão maravilhoso: Dica de livro Os Melhores Contos de HP Lovecraft […]

  2. O grande anônimo disse:

    Boa noite, como é a tradução dos contos, e a qualidade do livro? Pois a editora Iluminuras começou a lançar livros com contos do Lovecraft, então fico na úvida em qual comprar, embora eu ache que a edição da Hedra (além de ser a minha primeira opção) é a que sairia mais em conta.
    Obr.

    • Olá, tudo bem? As traduções da Hedra são ótimas. Olhei aqui, a deste livro é feito pelo Guilherme da Silva Braga – que traduziu vários livros do Lovecraft para a editora. Nunca li nenhum da Iluminuras, mas sei que a edição de O Horror Sobrenatural em Literatura é bem famosa. Me avisa depois qual escolher e sua opinião ;) Bjs

    • Nathalia disse:

      As traduções da Hedra são bem superiores as da Iluminuras. A tradução deles de Horror Sobrenatural em Literatura é horrível, por exemplo xD

  3. Gilstéfany disse:

    Oi Adriana.

    Vi uns comentários à respeito do livro em que é reclamado a tradução e ausência de crases e vírgulas. Na tua leitura, isso incomodou de forma significativa?

  4. vitor marcelo da rocha firmo disse:

    Adriana são todos os contos de Lovecraft nesta unica edição ou algum ficou de fora? ouvi falar deste autor através dos quadrinhos do Hellboy e filmes do Guillermo del toro , quero muito conhecer as obras dele e o dinheiro é curto pra colecionar tantos livros!

  5. IVAN ILITCH disse:

    Como puderam deixar de fora ” A Tumba” e “A Estampa da Casa Maldita”? Como?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *