Arquivo de setembro de 2015

Recebi o livro Estranho Ímpar da querida – e autora – Tayla Sanchez, dona do blog Idealiizar e com muita história pra contar. Conhecia Tayla pela internet e foi uma grande surpresa saber que ela tinha um livro publicado. A história de uma garota cheia de mudanças e novos sentimentos. Será que todo mundo tem um “estranho ímpar”? Amanda, uma jovem que do interior, passa os últimos dias em sua cidade natal com seus dois melhores amigos, todos estão ansiosos para os resultados do vestibular e para as mudanças que estão por vir. Resenha: depois de desembarcar em São Paulo, conhecer Continue lendo

imagem Vontade de sumir Desaparecer Deixar de existir Por algumas horas Ou minutos Por tempo indefinido Fugir, correr, morrer Não estar Sair, esquecer, entender Encontrar Explodir, saber, enlouquecer Deixar Invísivel Vontade de su

Reuni 10 motivos para ler o livro Onde Cantam Os Pássaros, de Evie Wyld, lançado pela Darkside Books. A escritora inova na construção do texto com uma estrutura diferente de tudo que você já viu. Além de abusar do drama psicológico, também nos mostra um pouco sobre a cultura australiana. BOOKTRAILER Conheça a COLEÇÃO DARKLOVE COMPRE ONDE CANTAM OS PÁSSAROS Submarino | Saraiva | Americanas

“Os pequenos detalhes são sempre os mais importantes.” Sherlock Holmes Recebi 77 páginas Para Morrer, de Marcelo Almeida, da Editora NVersos e, logo de cara, o livro tem uma proposta interessante: é interativo. A interatividade é um verdadeiro destaque e, neste livro, o leitor tem acesso a QR Codes, áudios, imagens e depoimentos para que, juntamente com o narrador-detetive, desvende dois assassinatos. “Uma pistola pendurada em um fio telefônico. Referências aos cartazes de clássicos filmes de suspense, como as fitas de Hitchcock. O romance-policial, escrito pelo paulistano Marcelo Almeida, convida o leitor a ser participante ativo da história e o coloca na narrativa de maneira Continue lendo

Por que você levanta da cama todos os dias? Por quem você acorda? O que te move? Arte por Azul Cantú Perguntas fáceis de responder, certo? Não necessariamente. Se elas te fizerem pensar muito ou te deixarem pra baixo, no fundo, você provavelmente sabe o que está acontecendo. Uma vez li num livro a seguinte frase: pessoas vivas não se matam. É verdade, uma pessoa viva com vontade de viver (perdão pela redundância) não cometeria um suicídio. Suicidas são mortos que caminham entre os vivos, pessoas que se cansam dos ciclos viciosos, que não veem mais sentido e optam por aquilo que Continue lendo

With your feet on the air and your head on the ground Try this trick and spin it, yeah Your head will collapse but there’s nothing in it And you’ll ask yourself Pixies Vou escrever tudo o que eu quiser. E o que eu não quiser também. Você sempre faz isso, ninguém quer saber. Não que exista muito controle sobre isso, eu simplesmente escrevo. Na verdade, eu não escrevo, eu sangro. Sangra nada, você é cheio de frescura. A minha tinta é feita de sangue e meu papel são todos esses pensamentos que insistem em me atormentar. Eu acho que você Continue lendo