“Toda criatura viva neste planeta morre sozinha.”

Donnie Darko

Quem me acompanha nas redes sociais e no canal RDM sabe o quanto eu sou fascinada/obcecada pelo filme Donnie Darko e o quanto eu estava esperando por esse lançamento da editora Darkside Books.

O livro não inspirou o filme e o livro também não é a novelização do filme. O livro é, de fato, o filme.

Você acredita em viagem no tempo?

Livro

Esquizofrenia, sonambulismo, turbina de avião, números, vovó morte, viagem no tempo e um coelhão macabro, qual o significado de tudo isso? 

Assisti ao filme uma, duas, cinco, dez e perdi as contas de quantas vezes mais. Nesse post não vou falar sobre a história, fiz um vídeo entendendo Donnie Darko para quem quiser se aventurar nas teorias junto comigo, para assistir é só clicar no link :D

28 dias 06 horas 42 minutos 12 segundos

Lateral

Prefácio

O prefácio é de Jake Gyllenhaal – o próprio Donnie Darko – e o ator diz que se diverte quando uma pessoa pergunta sobre a filosofia por trás do filme pra ele e que toda vez responde “não faço ideia, o que você acha?”. Que parece ser uma resposta muito simples para um filme desconcertantemente complexo, mas que todas as respostas se encontram no mesmo ponto: o ponto do que as pessoas aceitam como verdade e é isso que diferencia uma mente da outra.

Perguntas

Quase 60 páginas de entrevista com o criador de Donnie Darko, Richard Kelly, feita por Kevin Conroy Scott. O diretor fala sobre sua vida, família, formação acadêmica e sobre todas as dificuldades que teve para lançar o longa.

“Escrever pode ser uma profissão solitária, então quando não estou escrevendo,
preciso estar cercado de gente.”

Como uma pessoa que adora assistir adaptações de livros (ou de ler depois de assistir), gostei de saber quais são as adaptações de romances preferidas de Richard Kelly, algumas delas: Um Sonho de Liberdade; Louca Obsessão (amo!); It: Uma Obra Prima do Medo e Conta Comigo. Bem fã de Stephen King, inclusive.

“Algumas pessoas criticaram a interpretação de Kubrick para O Iluminado, mas acho que é um
dos melhores filmes de terror de todos os tempos.”

Richard Kelly fala sobre sua educação literária, o que costumava ler na época da escola e o que lhe incentivou a começar e querer escrever narrativas mais intensas e elaboradas.

E sabia que foi assistindo ao videoclipe de “Janie’s Got a Gun” (assista no youtube), do Aerosmith, que Richard Kelly começou a pensar em ser um cineasta? Ele tinha 14 anos e ligou na MTV pra saber quem tinha dirigido aquele clipe que contava uma história em poucos minutos. O clipe é de David Fincher (mestre maravilhoso <3) e foi o diretor que inspirou o nascimento de um outro diretor.

“Quando eu vejo algo que é bom de verdade, sinto vontade de tentar fazer algo tão bom quanto.”

Killing Moon

Richard Kelly também diz que tem uma relação bastante forte com a música e que isso o ajuda a escrever e a dar “tons” em suas narrativas. Ele diz que imagens e músicas trabalham juntas, o que concordo 100%. Donnie Darko, por exemplo, tem uma trilha incrivelmente boa e condizente com os acontecimentos, parece uma coisa só. Não consigo ouvir “The Killing Moon” (assista no youtube), do Echo and the Bunnymen, e não relacionar com a cena de abertura do filme. Inclusive, esse cuidado está presente na edição (foto acima) <3

Roteiro

FADE IN:

Para fãs do filme: um deleite. Para fãs de cinema: outro deleite. Conheço várias pessoas que colecionam roteiros de filmes, seria um sonho se todos estivessem em edições como essa.  O roteiro está na íntegra, o mesmo roteiro final que foi usado pelo elenco e por toda equipe durante as gravações.. Estou para assistir ao filme mais uma vez (sim, mais uma) e será com o roteiro nas mãos, acho que vai ser uma experiência bem legal.

FADE OUT.

28-06-42-12

“Rezo para que isto seja apenas uma obra de ficção.
Se não for, então rezo por ti, leitor deste livro.”

Vovó Morte, aí vou eu!

Viagem-no-tempo

O livro dentro do filme e, no caso, dentro do livro também. O livro A Filosofia da Viagem no Tempo, de Roberta Sparrow (vulgo Vovó Morte), em nenhum momento é mostrado diretamente durante o filme. Apenas citado e discutido em breves momentos. Aqui, finalmente temos acesso a essa obra que, é ficcional, mas que dita praticamente todas as “regras” de viagem no tempo de Donnie Darko.

Universo tangente, viventes manipulados, receptor vivente, artefatos… Tudo será explicado dentro do contexto proposto.

Edição

“Destruição é uma forma de criação.”

Para ver mais detalhes da edição, fiz um vídeo FOLHEANDO O LIVRO DONNIE DARKO, espero que goste. Simplesmente essencial para os fãs de cinema e fãs do filme.

Título: Donnie Darko
Autor: Richard Kelly
Tradutor: Antônio Tibau
Editora: Darkside Books
Número de páginas: 254
Gênero: Cinema
*Livro cedido em parceria com a Darkside Books

COMPRAR LIVRO DONNIE DARKO
Submarino | Extra | Livraria Cultura

Comentários

5 Comentários | Adicione o seu

  1. Carol Rezende disse:

    Assiti o filme logo depois que vi seu video Explicando Donnie Darko (parei antes dos spoilers rsrs) e fiquei fissurada nessa viagem tão louca!! Logo depois comprei o livro e voltei para o seu vídeo kkkk estou viciada nesse assunto e com certeza também vou assistir de novo com o roteiro na mão :)

  2. Victor Rego disse:

    Você não é a unica que perdeu as contas de quantas vezes assistiu haha. Essa edição ficou incrível. Ter os trechos do livro da vovó morte em mãos ajuda muito a pensar sobre o filme.
    O mais legal de Donnie é que mesmo 15 anos depois do lançamento não existe uma teoria definitiva, cada um interpreta de uma maneira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *