Choose life.

FRASES E CITAÇÕES LIVRO TRAINSPOTTING

“Estou cercado de pessoas que me são mais próximas, mas nunca me senti tão sozinho. Nunca, em toda a minha vida.”

“Cê pega seu melhor orgasmo, multiplica a sensação por vinte, e ainda fica a anos luz de distância. Meus ossos secos e quebradiços são aliviados e liquefeitos pelas carícias da minha heroína.”

“Nos escolha. Escolha a vida. Escolha pagamentos de hipoteca. Escolha máquinas de lavar. Escolha carros. Escolha ficar sentado num sofá assistindo a programas de auditório que atrofiam a mente e esmagam o espírito, enfiando uma merda de junk food goela abaixo. Escolha apodrecer mijando e se cagando em casa, um constrangimento total pros pirralhos egoístas e fudidos que você gerou. Escolha a vida.”

“Desculpe por me meter em sua conversa. Só queria dizer que admirei o excelente gosto que cê demonstrou ao chutar aquele gordacho agora há pouco. Achei que cê podia ser uma pessoa legal pra conversar. Se cê me mandar ir pro mesmo lugar que o gordacho, não vou ficar magoado. Meu nome é Mark, a propósito.”

“As limitações e a feiura desse lugar tinham sido expostas pra mim, e eu nunca mais o veria com os mesmos olhos.”

“A sociedade inventa uma intrincada lógica falsa pra absorver e mudar as pessoas que têm um comportamento fora do normal.”

“Nunca fui preso por causa heroína. No entanto, uma porrada de caras fizeram suas tentativas de me reabilitar. Reabilitação é besteira. às vezes eu acho que preferiria ir pra trás das grades. Reabilitação significa a negação do eu.”

“Ainda assim, derrota, sucesso, que porra é essa? Quem se importa? Todo mundo vive e depois morre, num espaço bastante curto de tempo. É isso: encerrada a porra do assunto.”

“Venho de uma linhagem que vou te contar. Canalhas papistas irlandeses no lado da minha mãe, protestantes sebentos no do meu pai.”

“Bem, eu escolho não escolher a vida. se os viados não conseguem lidar com isso, a porra do problema é deles. Como diz Harry Lauder, eu só quero seguir em frente até o fim da estrada…”

“Cê tem namorada? Acho difícil, porque cê é um gordo escroto e feioso. Que tal ir pro banheiro com uma revistinha pornô e trepar com a única pessoa louca o bastante pra te tocar… você mesmo!”

“Tento sentir alguma coisa. Qualquer coisa. O que estou realmente procurando é o demônio, o escroto filho de uma puta, o louco que vive dentro de mim e desliga meu cérebro, que empurra a mão até o baseado, o baseado até os lábios e traga e traga como um aspirador de pó.”

Título: Trainspotting
Autor: Irvine Welsh
Editora: Rocco
Número de páginas: 287
Gênero: Romance inglês
*Livro cedido em parceria com a Editora Rocco

COMPRAR LIVRO TRAINSPOTTING
Amazon 

Análise FILME e LIVRO: o livro de Irvine Welsh e o filme de Danny Boyle. A história que marcou uma geração sobre os jovens Mark Renton, Sick Boy, Begbie e Spud.

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *