Posts by Adriana

09set

Página 81

Atualizado por Adriana 09.09.13 às 10:00
pagina-81

Deitei, eram 22h10. Peguei o livro no criado-mudo, o marcador não estava nem perto da metade. Abro, página 81: “Florence entrou na sala de jantar: – Boa noite – disse (…)” Boa noite. As letras começam a se distanciar, as palavras perdem o sentido. Leio a frase, mas que frase? Não existe mais pontuação. Preciso cumprir toda a lista de tarefas do trabalho. Metas. Prazos. Hum, que vontade de comer aquele mesmo doce que comi ontem no almoço. Não posso esquecer de comprar o presente de aniversário da Fulana, é semana que vem. Que merda, esqueci de dar parabéns pro Ciclano ontem, não acredito. Preciso arrumar meu armário. O quarto está uma bagunça. Será que tem comida no pote pra ..

Continue lendo »
12ago

Sobre o verbo amar

Atualizado por Adriana 12.08.13 às 09:00
sobre o verbo amar

No meio de uma complexa conversa de mesa de bar, um amigo virou e mandou: — Me fala três coisas que você ama e não se imagina sem. Rápido. Assim, na lata. Eu parei; parei e pensei. Pensei por um bom tempo e não consegui soltar uma palavra sequer. — Caralho, como assim você não ama nada? — Não. Não é isso. É que em tudo o que eu pensei, sei que posso viver sem. — Ah então você se basta, não precisa de nada? — Na real, ninguém precisa de nada nem outro alguém. Pessoal tem mania de confundir o “querer” com o “precisar”. A única coisa que a gente precisa nessa vida é de água. — Não dá ..

Continue lendo »
27jun

Hoje

Atualizado por Adriana 27.06.13 às 09:00
Hoje

Eu não vou pensar em você hoje. Não vou pensar nos seus olhos fechados nem neles abertos. Não vou pensar no tamanho da sua pupila e muito menos nessas nuances de cor que insistem em me olhar. Não vou pensar na minha imagem de cabeça para baixo refletida na sua retina nem na frequência com que você abre e fecha suas pálpebras. Não vou pensar nos seus lábios nem nos sorrisos que escapavam deles. Não vou pensar no sabor da sua boca e muito menos nas respirações mais profundas que já me lançou. Não vou pensar em tudo o que eu já quis te dizer nem nas primeiras palavras que eu ouvi de você. Não vou pensar em seus abraços ..

Continue lendo »
23mai

Escutar tuas coxas

Atualizado por Adriana 23.05.13 às 10:00
escutar-tuas-coxas

Quero escutar tuas coxas, queimar minha orelha nelas Me aproximo e penso em te pedir um abraço E então, com os olhos Apenas com os olhos, entro nos teus olhos coloridos em verde Lá embaixo, os pés. As meias atrapalham Os pés se viram até ficarem nus e dançarem no ar Esse mesmo ar que você respira Que sai da tua boca e vem pra minha Inspira Quero deitar na tua fala quando você fala Este medo que agora sinto Vem das tuas curvas tão leves e tão brancas Observo o consentimento e encosto minha mão Apertas os lábios e, rijo, só penso na tua reação A cada toque concluo Já não posso mais estar perto sem querer te sentir ..

Continue lendo »
20mai

Por Pedro Catarino: “Interlúdio Musical”

Atualizado por Adriana 20.05.13 às 13:00
Interlúdio Musical

Coluna de autores convidados, texto por Pedro Catarino Como é de costume e corriqueiro, meu fone de ouvido parou de funcionar. Ela me olhou e disse: “Vamos comprar um fone bem legal para você!”. Eu concordei. O tempo passou e, ainda que sobre as insistências dela, procrastinei. Com pressa, numa tarde de sábado, entrei numa loja qualquer e pedi o primeiro fone que vi pela frente. Alguns trocados e “problema resolvido”. “Esse fone não vai prestar…” ela disse. Assim que o liguei percebi que o lado esquerdo pipocava e o direito não tinha um som limpo. “Pedro, eu pago, vamos comprar um BOM fone” ela me disse. Como de costume, despreocupado, respondi “Imagina, esse aqui ainda tá funcionando”. “Meu amor, precisamos ..

Continue lendo »