Arquivo da Categoria "Música"

Após o término do Oasis, Liam Gallagher resolveu continuar sendo foda na música mesmo sem o seu irmão, o Noel. Junto com Gem Archer, Andy Bell e Chris Sharrock ele formou  a Beady Eye! Já falei sobre a banda num post anterior, mas só agora eles lançaram sua primeira música: “Bring the Light“. A primeira impressão que tive foi de uma puuuta mudança se comparada ao som de Oasis, mas gostei! Tem uma pegada bem rockabilly e um baixo firme, sabe? Um som diferente do que vemos por aí… Gostei, gostei e espero ouvir mais em breve! Vale a pena Continue lendo

Uma super votação da NME elegeu as melhores e piores músicas cover’s de to-dos os tempos. Em primeiríssimo lugar ficou a banda Muse com “Feelign Good” (inclusive música tema do filme Sete Vidas, na versão Muse mesmo), originalmente, de Nina Simone. [youtube video=CmwRQqJsegw] Particularmente, eu não sabia que era um cover e gostei bastante da música quando ouvi pelas primeiras vezes – digo pelas primeiras vezes porque hoje não encontro muito paciência para músicas dessa pegada [tô no rock pesado, mano!], mesmo admirando pr’cacete Muse e me arrependendo amargamente por não ter ído ao show. Os Melhores Covers de Todos Continue lendo

Agora me diz quem é o ser humano que nunca ficou com uma música por mais de um dia na cabeça? E, claro, que a maioria são as músicas mais impossíveis de você mesmo gostar. Nosso cérebro seleciona só a nata, o negócio vai de “Take On Me” do A HA a “Ela Vai de Saia e Bicicletinha, uma mão vai no guidão e a outra tapando a calcinha…” de (graças a deus!) não sei de quem. É um inferno! Sempre usei uma técnica (nunca revelada antes, assim, tão publicamente) que, para mim, é super eficaz: cantar alguma música do Continue lendo

Isso mesmo, Liam anunciou que sua ‘nova’ banda levará este nome, termo que significa “olho atento”. A banda é formada por todos os ex’s integrantes do Oasis [exceto o Noel, né]: Gem Archer, Andy Bell, Chris Sharrock e, claro, Liam Gallagher. Já estão inclusive no estúdio trabalhando em material inédito com o produtor Steve Lillywhite [que possui um currículo fodão bom demais com as bandas Rolling Stones, The Smiths, U2 e Talking Heads…] Não escondo minha tristeza pelo término do Oasis mas, como grande fã que sou, apoio e continuo com grande admiração por tudo que eles fazem, independente da onde Continue lendo

Stereophonics lança “Keep Calm and Carry On”, o sétimo trabalho da banda que chegará às lojas em novembro. O trio apresenta as músicas novas em um show no Castelo de Cardiff, no País de Gales, em outubro. A primeiro hit se chama Innocent. É um verdadeiro single, não há como negar. Voz, ritmo, letra e som – perfeição. Daquele tipo que é quase impossível não balançar o pezinho e sorrir ao ouvir, sabe?  [Stereophonics é uma banda criada em 1992, composta originalmente por Kelly Jones, Richard Jones e Stuart Cable. Em 2003, o baterista Stuart Cable sai do grupo, sendo substituído Continue lendo

21.08.2009

Muse é uma banda de rock alternativo britânica de Teignmouth, Devon. Formada em 1994, a banda foi originalmente chamada Rocket Baby Dolls. Os integrantes: Matthew Bellamy (vocal, guitarra,  piano, teclado, sintetizador e  compositor -gênio!), Christopher Wolstenholme (baixo, voz secundária e teclado) e Dominic Howard (bateria e percussão). O estilo dos Muse é um misto de vários gêneros musicais: rock alternativo, música clássica e uma pitadinha de electrônica. A banda já lançou cinco álbuns de estúdio com o primeiro, Showbiz, saiu em 1999, seguido de Origin of Symmetry em 2001 e Absolution em 2003. O álbum de maior sucesso foi Black Holes Continue lendo

13.07.2009

Hoje é o dia dele, parabéns ao rock! E nada como saber um pouco mais sobre a história desse gênero musical de grande sucesso… Origens O rock surgiu nos Estados Unidos nos anos 50. Inovador e diferente de tudo que já tinha ocorrido na música, o rock unia um ritmo rápido com pitadas de música negra do sul dos EUA e o country. Uma das características mais importantes do rock era o acompanhamento de guitarra elétrica, bateria e baixo. Com letras simples e um ritmo dançante caiu rapidamente no gosto popular. Apareceu pela primeira vez  num programa de rádio no Continue lendo