Arquivo da Categoria "Textos"

27.03.2015

Diana come maquiagem e fica com as bochechas coradas, enquanto todos olham seu salto 15 e suas olheiras marcadas. Diana não adormece. Seu sonhos são sempre arregalados como seus olhos pretos, enquanto vozes lhe incentivam a pensar em coisas más. Diana tem sede. Suas pernas finas estão formigando desde os tornozelos até o final das coxas, enquanto os homens, sem dó, vigiam de longe o colo de suas pérolas aniquiladas. Diana não compreende. Levantar seria o fim, o veludo vermelho chama a atenção. Diana sofre náuseas. Moribunda e brilhante, enquanto os garçons de asas pretas servem copos de prata com Continue lendo

18.03.2015

Em negrito, referências a The Doors Você quer falar sobre cotidiano? Eu sou a melhor pessoa pra falar sobre isso. Não que eu leve uma vida muito regrada, talvez sim, não sei. Devo assumir que gosto de ter certos horários e certas rotinas, mas não me parece grave, parece? Sobre o que eu estava falando mesmo? Ah, sim, cotidiano. As pessoas costumam dizer que me perco nos meus próprios assuntos, nunca tenho uma linha de raciocínio, me chamam de estranho, eu os chamo de lerdos. Uma ova. Todos são estranhos, pessoas são estranhas. Voltando ao cotidiano, todo dia tomo meu Continue lendo

– Eu adoro a chuva. – Eu adoro você. – Eu adoro trovões. – E eu adoro a tua boca. – Para! – Você não acredita em uma palavra que eu digo? – Eu acredito… Em algumas. – Eu não te entendo. – Não precisa. – Você se fecha aí. – Vai começar… – Foge de mim. – Veja bem. – É verdade. – Verdade que não é mentira. – Sempre tem uma respostinha na ponta da língua. – Afio todo dia. – Tá vendo? – Não. O quê? – Como é insuportável. – Mas você gosta. – Gosto. – Continue lendo

Meu coração tá dolorido Tá moído, dividido Meu coração tá esquecido Meu coração não pulsa, não pula Não ri nem chora Meu coração não vai, não volta Não fica nem implora. Meu coração tá parado Tá isolado, desamparado Meu coração tá ensanguentado – De que coração você está falando? – Do meu, ué. – E desde quando você tem? – Desde que eu comprei, inclusive, vou lá no açougue trocar, esse não tá funcionando não. Adriana Cecchi

19.01.2015

Um dia vou escrever um texto com o seu nome Escrever letra por letra até completar Deixar claro tudo o que eu sempre quis dizer Deixar claro tudo o que eu sempre quis contar Um dia faço uma prosa ou um poema Quem sabe um verso Contar desde a primeira vez que meu olhar cruzou com o seu E como ele parecia disperso Um dia mostrarei como foi estar perto e longe de você Um dia vou escrever um texto com o seu nome Derramar todas as palavras que sempre foram pra você E de mais ninguém Não hoje Não Continue lendo

Dúbio feito pelo Brunno Lopez para “Quero ser” ;)

Posts relacionados
22.09.2014

Quero ser teu abraço, Tua verdade. Quero ser tua bebida, E tua sobriedade. Quero ser teu ponto fraco E também o mais forte. Quero ser tua vida Sem medo da morte. Quero ser tua música, Tua vontade de dançar. Quero ser tua saudade E até um pouco do ar. Quero ser teu silêncio E também teu barulho. Quero ser tua sabedoria, Quero ser teu orgulho. Quero ser teu corpo, Quero ser tua alma. Quero ser teu movimento E também tua calma. Quero ser teu cigarro E quero ser tua cama. Quero ser tua, só tua Àquela que te ama. Adriana Continue lendo

20.08.2014

— Eu preciso me livrar de você. — Mas você nunca me teve. — Por isso mesmo. — Isso o quê? — É autoexplicativo. — Você é complicada. — Eu? — Tá, e vai fazer o quê? — Pensei em desovar seu corpo num lugar aqui perto. — Legal, agora tô tranquilo. — Pode ficar. — Não quero que se livre de mim. — Mas também não quer o contrário. — Isso é verdade… — Eu entendo. Eu sei como é. — Eu sei que você sabe. — Afinal, você, de algum jeito, consegue saber tudo sobre mim. — Isso Continue lendo