A editora Darkside Books liberou uma entrevista com Andrew Pyper, autor de “O Demonologista“, e um material promocional maravilhoso para os leitores darks. Eu que já estava ansiosa para o lançamento, fiquei ainda mais. “A maior astúcia do Diabo é nos convencer de que ele não existe” – Charles Baudelaire O personagem principal que dá título ao best-seller é David Ullman, um professor de literatura especializado na figura literária do Diabo – principalmente no clássico de John Milton, Paraíso Perdido. Para ele, o Anjo Caído é apenas um ser mitológico. Depois de aceitar um convite para testemunhar um suposto fenômeno Continue lendo

“Mary começou a gritar. A cortina se abriu mais e uma mão apareceu, empunhando uma faca de açougueiro. E foi a faca que, no momento seguinte, cortou o seu grito. E a sua cabeça.” Como boa fã de terror, não poderia deixar de falar de Psicose aqui no blog. Escrito pelo norte-americano Robert Bloch e publicado em 1959, Psicose despertou a atenção do cineasta (ídolo) Alfred Hitchcock que lançou seu thriller em 1960 mudando a história do cinema e do suspense a partir de então. Sinopse “Psicose conta a história de Mary Crane, que foge após roubar o dinheiro que Continue lendo

O que faz gente aparentemente normal começar a matar e não parar mais? O que move – e o que pode deter – assassinos em série como Ed Gein, o psicopata americano que inspirou os mais célebres maníacos do cinema, como Norman Bates (Psicose, de Alfred Hitchcok), Leatherface (O Massacre da Serra Elétrica, de Tobe Hooper) e Hannibal Lecter (O Silêncio dos Inocentes, de Jonathan Demme). Como explicar a compulsão por matar e o prazer de causar dor, sem qualquer arrependimento? De onde vem tanta fúria? Eu posso dizer que gosto de serial killers. Calma, não sou doente. Obviamente, não Continue lendo