13.11.2012

– Por que você tem um colchão tão grande se sua cama está sempre tão vazia? A pergunta caiu num baque em sua cabeça. Ela parou para pensar em tudo que fazia. Seria a cama uma metáfora de sua vida? Sempre tão vazia e tão gelada. Viu que não se importava. Preferia assim. Em meio a um furacão de memórias, lembrou-se dos dias em pranto. Das épocas sem paz. Das noites mal dormidas, das madrugadas em claro. Dos apertos no peito e das fisgadas que pareciam fazer seu coração parar de bater. Da imensa saudade. Horas eternas, minutos soluçando. Dia Continue lendo

Acordei achando que era verdade Alucinei Tudo aquilo que vivera no meu sonho Eu havia transformado em realidade Fantasiada fantasia Ou fantasia fantasiada Tanto faz A minha própria dimensão Não a terceira nem a quarta, a minha Era o que eu fazia Esqueci meus óculos durante o sono A vista embaçou Mas o irreal ainda parecia normal Levantei num pulo Caí da cama Bati a cabeça Molhei o colchão Adriana Cecchi