A linha tênue entre deixar de ser leitor e tornar-se um personagem. É assim que defino Até o Dia em que o Cão Morreu, de Daniel Galera em apenas uma frase. Um livro sobre indiferença. No primeiro romance de Galera, Até o Dia em que o Cão Morreu (2003) conta a história de um homem de 25 anos e que, depois de formar-se em Letras e viajar, decide morar sozinho, vivendo uma vida isolada num apartamento sem móveis e sem ambições. Vivendo de subempregos e, por que não, de pura sobrevivência, o protagonista sem nome prefere se isolar emocionalmente de todos ao seu redor. Continue lendo

Ilha do Medo ficou bastante conhecido no Brasil após o lançamento do filme homônimo de Martin Scorcese em 2010, o livro – originalmente publicado como Paciente 67 – é de Dennis Lehane e um monstro da literatura policial. Já digo que é um dos meus livros favoritos do gênero e eu li depois de ter visto o filme, ou seja, a história é tão boa que não estraga mesmo sabendo o final. Ilha do Medo é um suspense psicológico excelentemente bem construído. O tema principal é a loucura, além da paronoia e investigação. “…devemos sonhar os nossos sonhos e vivê-los Continue lendo